Close

Blog

27 de dezembro de 2021

Mercado imobiliário em 2022: o que podemos esperar?

mercado-imobiliário-em-2022
Saiba o que esperar do mercado imobiliário em 2022.

O fim de ano chegou e, com ele, os mais diversos setores da economia começam a se planejar e estudar as possibilidades e tendências para o ano que se inicia. E não é diferente no que diz respeito aos imóveis. Mas, afinal, o que esperar do mercado imobiliário em 2022?

Você vai entender melhor agora o que vai estar em alta, com base também no que vivemos nos últimos dois anos diante do cenário de pandemia. Para isso, continue a leitura desse post até o final!

Como se comportou o mercado em 2021?

A pandemia de Covid-19, iniciada em abril de 2020 e que ainda persiste, mexeu com todos os mercados, incluindo o imobiliário. Em 2021, o setor conseguiu se recuperar e registrou crescimento.

Com a necessidade de passar mais tempo em casa por causa das medidas de distanciamento social, as pessoas passaram a prestar mais atenção a necessidades que antes não verificavam nos imóveis. 

Por esse motivo, a procura por imóveis permaneceu alta. Entretanto, os mais buscados têm sido as unidades com dois quartos ou mais. As opções de lazer também passaram a ser determinantes na hora de realizar a compra. Outro fator que contribuiu com o cenário foi a taxa de juros baixa, mesmo com a Selic apresentando trajetória de alta.

Além disso, o mercado de imóveis de alto padrão também apresentou grande crescimento em todo o país. 

O que esperar do mercado imobiliário em 2022?

Digitalização dos processos

Até então, para adquirir um imóvel o cliente precisava se deslocar e fazer uma série de visitas. O distanciamento social forçou que esse processo se tornasse digitalizado e mais prático, à distância. Essa é uma tendência que deve permanecer em 2022.

Assim, essa facilidade e comodidade na hora da aquisição deve se tornar uma regra no processo de venda, e não uma condição especial. Ao mesmo tempo, a burocracia envolvendo registros e cartórios também deve diminuir.

Imóveis maiores seguirão em alta

Nos últimos dois anos, muita gente passou a trabalhar de casa, em regime home office. Apesar de algumas empresas terem retomado a rotina presencial, outras optaram por manter um regime híbrido ou os funcionários a distância.

Desse modo, cresceu a necessidade de ter um espaço em casa exclusivo para trabalhar. Nesse sentido, os imóveis com dois quartos ou mais se tornaram o foco dos clientes. Isso porque eles permitem que um desses quartos se transforme em um escritório.

Igualmente, os condomínios que oferecem coworking também ganharão mais destaque.

Áreas de lazer valorizadas

O foco, no entanto, será nos espaços abertos e jardins. Eles podem garantir um nível de contato com a natureza e o ambiente externo sem precisar sair de casa. As varandas, aliás, também ganharam destaque, ainda por conta disso.

Assim, vale garantir opções de diversão dentro de casa ou do condomínio. Além de questões sanitárias, essas opções também garantem mais comodidade.

Agora você está por dentro do que esperar do mercado imobiliário em 2022. Quer saber mais? Então, continue de olho no nosso blog e siga-nos no Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *