Close

Blog

14 de junho de 2022

Tendências de decoração: descubra o maximalismo

Com certeza você já ouviu a frase “menos é mais”, principalmente quando se trata de decoração, não é mesmo? Na certa você conhece o estilo minimalista, que prioriza poucas cores na decoração, ausência quase completa de elementos decorativos e a simplicidade do mobiliário. Mas você já ouviu falar no maximalismo? 

Bom, fica fácil perceber que a palavra é oposta ao minimalismo. No entanto, você faz ideia de como esse estilo pode ser aplicado na decoração

Nesse texto iremos te apresentar o maximalismo, estilo de decoração que está ganhando cada vez mais adeptos. Então se você é do tipo que curte cores vibrantes, texturas e que gosta de explorar a criatividade, confira o texto até o final e veja como você pode aplicar tudo isso à decoração do seu apartamento. 

O que é o maximalismo? 

Para começar é importante explicar de forma detalhada o que é o maximalismo, pois muitas pessoas podem achar que para uma decoração maximalista basta encher o apartamento de mobília e objetos. No entanto, não é bem assim!

É importante frisar que, por mais que você possa se expressar livremente, é necessário que os móveis, a decoração e os objetos conversem entre si. 

No entanto, no maximalismo “mais é mais”, esse estilo de decoração prioriza o exagero, as sobreposições de estilos, o vibrante. Aqui não tem espaço para ambientes brancos ou cinzas, o estilo vai justamente na contraposição disso. Pode-se dizer, inclusive, que é um movimento artístico de contracultura, para contrariar o excesso de regras presentes nos diferentes estilos de decoração. 

O maximalismo permite praticamente tudo, misturas de estilos, objetos extravagantes, utilização de um número elevado de objetos decorativos, misturas de cores, estampas , texturas, enfim, permite uma total liberdade de expressão. 

Principais características do maximalismo

Como já foi dito anteriormente, a principal característica do maximalismo é o “mais é mais”. No entanto, existem outras características que compõem esse estilo de decoração e que apresentaremos a seguir. 

Formas geométricas

As formas geométricas são muito exploradas no estilo maximalista, pois oferecem uma sobrecarga de sensações. Sendo assim, abuse dessas formas e inclua no papel de parede, nos quadros, nos estofados, enfim, deixe a criatividade livre! 

Estampas florais 

Assim como as formas geométricas, as estampas florais também são muito utilizadas no maximalismo. Inclusive, é muito comum observar a mistura das formas geométricas e das estampas florais, bem como a mistura de diferentes tipos de estampas de flores na decoração. 

Cores vibrantes

As cores fortes também são muito comuns na decoração maximalista, o charme aqui fica por conta do inusitado. Que tal pintar o teto com uma cor vibrante? Ou fugir da cerâmica branca e explorar as cores no piso? Ou ainda, que tal explorar objetos grandes e com cores chamativas? No maximalismo as cores são um mundo de possibilidades. 

Móveis grandes e preenchimento total dos espaços 

Não dá para falar de maximalismo e não pensar em objetos grandes, não é mesmo? A ideia aqui é preencher todos os espaços dos ambientes com objetos que componham e que conversem com a decoração. Nada de deixar espaços vazios e sem graça, abuse de quadros, vasos, almofadas, tapetes, cortinas, mesas laterais e armários. 

Como aplicar o maximalismo no dia a dia? 

Se você chegou até aqui, com certeza deve estar se questionando sobre como aplicar esse estilo na sua decoração, sem que o exagero torne sua casa cafona. A dica é simples: escolha espaços específicos para aplicar o estilo. Por exemplo, uma única parede da sala para utilizar um mix de estampas no papel de parede. A partir disso utilize cores que conversem com esse papel nos objetos de decoração. 

Utilize a sua criatividade, aqui o importante é que você se sinta confortável e que ache o ambiente agradável e aconchegante. Se você gostou desse texto, confira os nossos outros textos do blog com dicas de decoração e não deixe de acompanhar as nossas novidades nas redes sociais. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *